Ampliando o horizonte do aprendizado


O trabalho com a arte, particularmente com a colagem em papel, é sempre muito gratificante. Por meio dele, é possível se expressar criativamente, experimentar novas possibilidades, interpretar a realidade e buscar um estado de bem-estar bastante especial.


O melhor de tudo isso, no entanto, é poder inspirar as pessoas, ajudando-as a desabrocharem seu lado criativo, ampliarem seus horizontes e desenvolverem todo o seu potencial. Esse sentimento, aliás, é ainda mais recompensador quando essas pessoas são crianças.


Assim, vocês podem imaginar minha felicidade e satisfação com os contatos que tenho recebido de professores de diversas partes do país, que têm encontrado no método @belca um meio para trabalharem de forma lúdica o desenvolvimento criativo de seus alunos.


A professora Marcia Pogian, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Augustinha Muniz de Oliveira, lá de Cariacica, no Espírito Santo, começou a desenvolver um trabalho de colagem com seus alunos que deve até se tornar uma exposição. Ela me contou que encontrou minha arte no Instagram, foi pesquisar para conhecer o método melhor e acabou achando tudo lindo.


Além disso, ela solicitou que eu lhe enviasse uma mensagem para uma futura exposição na escola. Claro que atendi ao pedido na hora, feliz em poder contribuir com o projeto da turma. Eu, aliás, espero que todos tenham se divertido no processo de criação e que se orgulhem de ver sua imaginação florindo.

Já lá no Rio de Janeiro, foram as turmas de 4º e 5º anos do professor Marcelo Cafiero, da Escola Vira Virou, que fizeram durante as aulas de arte um trabalho de recorte e colagem inspirado no método @belca.


O professor Marcelo levou algumas imagens de quadros de minha autoria para que as crianças se inspirassem e fizessem suas próprias obras de arte utilizando a técnica de recorte e colagem. Segundo uma postagem feita pela escola em sua página oficial no Instagram, “o trabalho de recorte e colagem além de desenvolver a criatividade, ajuda a trabalhar a simetria, formas e figuras geométricas”. E o melhor de tudo é que as produções ficaram um arraso segundo me contaram.

Também lá na Cidade Maravilhosa, a professora Elisa Paiva utilizou o método de colagem @belca em uma ação no Centro Espaço Integrado, instituição que utiliza o sistema construtivista em sua pedagogia.


A Elisa me contou que todo ano realiza um trabalho de matemática que trabalha a lógica e a geometria entre outros assuntos ligados a essa área de conhecimento. E desde o ano passado ela e os alunos vêm fazendo um trabalho inspirado tanto nas minhas obras de recorte e colagem em papel, como nas obras de arte geométrica da renomada Beatriz Milhazes.


A professora fez até uma oficina, em que pôde aprofundar o aprendizado e a vivência da turma por meio da geometria, das linhas, dos círculos, dos retângulos e das diversas formas presentes nessas obras. Aliás, saber que meus trabalhos estiveram ao lado das obras da @beatrizmilhazes nessa ação, é uma grande honra para mim.


Assim, além de agradecer a esses talentosos professores por prestigiarem o nosso método de recorte e colagem em papel, aproveito para parabenizá-los pela forma mais que especial pela qual encaram a educação, utilizando a arte para ampliar os horizontes do conhecimento de seus alunos.